Governo do Distrito Federal
2/02/22 às 11h06 - Atualizado em 3/11/22 às 14h52

No Sol Nascente, retirada de pneus das ruas é arma contra a dengue

COMPARTILHAR

“Em três dias de trabalho, foram recolhidos aproximadamente 1.000 itens descartados nos trechos I, II e III do local”

 

 

Os cuidados com a dengue no Sol Nascente/Pôr do Sol foram reforçados neste início de ano. Água parada é sinal de alerta. Além das visitas semanais de equipes da Vigilância Ambiental, a administração regional e o programa GDF Presente têm investido na limpeza da cidade, principalmente no recolhimento de pneus velhos. Em três dias de trabalho, foram retirados aproximadamente 1.000 pneus dos trechos I, II e III da região administrativa.

 

 

As peças de borracha são potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, porque é muito fácil a água da chuva ficar parada dentro delas. E no Sol Nascente, além de oficinas, muitos moradores descartam – erradamente – pneus pelas ruas e terrenos descampados. O líder comunitário e morador do Trecho II Edson Batista, 42, foi vítima da doença há poucos dias e sugeriu mais atenção da população local.

 

“Não adianta eu fazer a limpeza do meu quintal e um vizinho juntar lixo na área dele. É uma questão séria a dengue e os casos aumentam muito nesta época do ano”, afirma. “Esse trabalho de recolher pneus e outros tipos de lixo é de suma importância, mas a comunidade precisa ser parceira nas ações do governo.”

 

Segundo o coordenador do Polo Oeste do GDF Presente, Devanir Lopes, o caminhão carroceria está sempre carregado de inservíveis nestas primeiras semanas de 2022. “Nas cidades em que passamos, como Samambaia, Brazlândia e aqui, esse serviço é obrigatório. Muitos sofás velhos, boxes de camas e recipientes de plástico são recolhidos.”

 

A terraplanagem e o tapa-buraco foram outros serviços executados na RA. Na última semana, os tratores nivelaram as estradas de terra nas chácaras 130 e 131, próximas à Feira do Produtor, e mais 1 km de rua do trecho III, próximo ao Condomínio Cachoeirinha, foi melhorado. O serviço é executado junto com a Novacap.

 

Vinte toneladas de massa asfáltica 

 

 

Já a operação Tapa-Buraco ganhou as ruas do Trecho II. Para recuperar as pistas, os trabalhadores usaram cerca de 20 toneladas de massa asfáltica. “São os prejuízos deixados pela chuva. Recebemos muitos pedidos para reparar os buracos via Ouvidoria. E, com relação à dengue, nosso próximo passo é fazer uma grande limpeza nas bacias de contenção da cidade”, finaliza o chefe de gabinete da administração, Marcondes Bezerra.

 

Fonte: Agência Brasília

Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil - Governo do Distrito Federal

NOVACAP

Setor de Áreas Públicas - Lote B - CEP: 71.215-000 Telefone: 3403-2300